MD #41 – Como transformei um Blog e R$ 248,00 em uma Empresa Lucrativa

Transformar paixão em negócio, principalmente de impacto e lucrativo, não é uma tarefa tão fácil. Durante a minha jornada empreendedora, começando oficialmente em 2001, muita coisa aconteceu e aprendi muito com a jornada. Mas posso dizer, seguramente, que o que mais me ajudou a continuar focado nos meus projetos e objetivos foram as 7 Regras de Ouro que levo comigo até hoje para empreender da melhor maneira.

São 7 dicas poderosas que me ajudaram a criar uma empresa com apenas um blog e um cheque de R$ 248,00 e que irão ajudar você a iniciar qualquer projeto sabendo de três coisas principais: é possível, vai ser difícil e o sucesso com suas ideias e projetos é algo maravilhoso.

Mas antes você precisa saber um pouco mais sobre mim. Se você já conhece a Olhe Fora da Caixa há algum tempo já deve ter percebido que eu sou um cara inquieto, com um desejo enorme de progresso e que acredita no autoconhecimento como forma de melhoria e acima de tudo, acredita na mudança constante em busca do sucesso. Essa força de vontade me fez empreender já aos 18 anos, quando criei meu primeiro site na web.

Nos anos 2.000, quando eu tinha um BIP (se você não sabe o que um Bip, eu te ajudo com esse link aqui!) e nem tinha computador em casa, criei meu primeiro site usando o computador de uma empresa de logística onde eu trabalhava. Eu tinha 18 anos e criei meu site aprendendo HTML fuçando em apostilas que um amigo da mesma empresa me deu. Era um site sobre Carros Customizados, tipo Velozes e Furiosos, e depois de 1 ano vendi o domínio por R$ 8 mil reais.

Naquele momento eu pensei: Pow, dá pra ganhar dinheiro com com internet!

O BLOG QUE COMEÇOU TUDO

De lá pra cá nunca parei de empreender. Tive uma empresa de alarmes automotivos, a qual faliu, tive uma agência de design para web, que vendi e já fui consultor em e-commerce ajudando mais de 150 empreendedores a criarem lojas virtuais, isso no ano de 2006. Em 2009 fundei o Coletivo Mídia Boom, um blog dedicado a Mídias Sociais e Marketing Digital, que vendi em 2014 e existe até hoje. É sobre este blog que eu quero te falar.

Gastei na época cerca de R$ 30,00 para registrar o domínio e uns R$ 20,00 com hospedagem do site. Em 3 meses eu já palestrava em eventos de Marketing Digital por causa do Blog e em 2011 abri a Agência Social Tag, da qual fui sócio até fundar a Olhe Fora da Caixa. Em 2012 resolvi que não queria mais continuar com meu sócio investidor e então com mais dois sócios resolvemos continuar com a agência, mesmo sem clientes e com dívidas. Então, tudo que o Coletivo Mídia Boom havia criado e ajudado a me posicionar no mercado entrou em cena. Um amigo, que eu havia feito através do blog, nos indicou nosso primeiro cliente no recomeço da agência. Bingooo, dinheiro chegando. Mas tinha um problema, precisávamos ter um CNPJ novo da empresa e não tínhamos dinheiro para isso.

O CHEQUE DE R$ 248,00

Havíamos feito um curso alguns meses atrás (Janeiro de 2013) que era voltado para que pequenas empresas pudessem usar o Facebook para venderem mais, vendemos todas as vagas do curso em apenas uma semana, mas o dinheiro ficaria todo com meu sócio investidor por questões de dívidas. No dia do curso uma pessoa chegou até o local onde o curso seria dado e disse que queria participar. Mas não tínhamos mais vagas, ela insistiu muito e na hora fez um cheque no valor do curso (R$ 248,00). Eu guardei o cheque na carteira e ela entrou no curso.

Esqueci o cheque na carteira. 2 meses depois quando eu e meus dois sócios na época resolvemos recomeçar a agência e não tínhamos nem o dinheiro para dar entrada no CNPJ com o contador (que custava cerca de R$ 600,00), estávamos tomando um café pensando em como iríamos solucionar o problema e na hora de pegar os trocados na carteira, achei o cheque. Na mesma hora liguei para a pessoa que havia me dado aquele cheque (o telefone estava no verso) e ela disse que podia depositar, havia fundos. Entregamos o cheque na mão co contador naquela tarde e ele deu entrada no CNPJ.

Abrimos a Agência de Marketing com um novo CNPJ em Abril de 2012, no mesmo mês fechamos mais 2 clientes. 3 meses depois da abertura do CNPJ, com este cheque de R$ 248,00 e a ajuda da influência do Blog fechamos mais dois clientes e a Agência já estava faturando R$ 30 Mil Reais por mês. Agora que você leu esta história de luta constante e desafios que passei, vou lhe contar quais foram as regras que eu segui, mesmo que mentalmente, e que me ajudaram a chegar até onde estou hoje.

Mesmo que hoje ainda seja só o começo!

AS 7 REGRAS DE OUROS PARA SEGUIR EM FRENTE

1. Uma ideia é só uma ideia: eu tenho vários blocos de post-it aqui na minha frente e neles, quase que todos os dias, eu escrevo muitas ideias de negócios que tenho. Mas essas ideias serão só ideias se eu não fizer nada com elas, serão apenas post-its de várias cores com boa ideias neles. Então, se você tem uma ideia e acredita nela, se sente realmente paixão por ela, comece a AGIR! Coloque para funcionar, mesmo sem ter a certeza de que vai dar certo. A ação cria situações maravilhosas em sua vida.

2. Se tem que mudar, mude: na minha história eu estava com um sócio investidor colocando dinheiro na ideia, na Agência de Marketing, e também com mais um sócios que estava pilhado em busca de resultados. Mas eu não estava contente com o caminho que a empresa seguia e percebi que este sócios pilhado também não estava. Mudamos. Nosso sócio investidor não quis mudar, nós sim. Sem medo algum deixamos ele com os clientes que tínhamos na época, com escritório e funcionários e fomos em busca de algo que iria nos fazer felizes. Conseguimos!

3. Se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá acompanhado: uma frase básica e bem conhecida, mas infelizmente pouco praticada. A ideia da Agência de Marketing era minha, desde 2010 eu já pensava em ter uma agência de marketing digital. Mas eu queria ir longe com essa ideia, de forma sustentável. Procurei pessoas determinadas a abraçar minha ideia e seguirmos juntos nessa empreitada. Claro que cometi alguns erros ao buscar essas pessoas, mas encontrei. Tive dois sócios que durante 3 anos batalharam comigo para que aquela ideia desse certo.

4. O desejo é maior do que tudo: você já desejou muito alguma coisa? Na época da sua adolescência você deve ter desejado muito um tênis novo, um skate, um vídeo-game ou algo do tipo. Tenho certeza que a maioria dessas coisas você conseguiu e pareceu que aconteceu em um passe de mágica, não foi? Você conseguiu pois desejava muito ter aquilo e já se via com aquilo. O desejo é maior que tudo. Deseje com muita vontade e vai acontecer se você agir.

5. Uma ideia melhorada é melhor que uma ideia inovadora: as duas são diferentes. A Apple inovou ao criar o iPhone e o iPad, mas começou apenas melhorando uma ideia já existente, os computadores. Não fique achando que você precisa ter uma ideia inovadora para dar certo e ter sucesso, você precisa apenas acreditar na sua ideia mais do que tudo nesse mundo. Se fosse assim, ninguém abriria mais padarias ou supermercados.

6. Sua limitações são suas motivações: eu não sou formado em marketing nem em publicidade, sabia? Na verdade eu não sou graduado. Comecei a faculdade de administração e parei por causa de grana. Isso não me barrou na hora de abrir minhas empresas, nunca. Da mesma forma que não barrou minha mãe, que é analfabeta, a vir da Paraíba para São Paulo quando eu tinha 3 anos e trabalhar bastante dando educação e criando uma bela família e nem de, aos 64 anos, voltar a estudar. Minha mãe é meu maior exemplo de superação e ação. Suas limitações devem ser suas motivações.

7. Ouça quem não acredita em você e use isso a seu favor: quando eu resolvi criar um blog de mídias sociais e comentei com meus amigos que um dia teria uma agência de marketing, muitos riram. Verdade, a maioria riu e disse que sem faculdade e sem dinheiro eu não conseguiria nada disso. Bom, provei que dava! Em todos os desafios que eu via a frente, lembrava de quem me disse que eu não conseguiria. Eu passava pelos desafios não para provar nada para eles, não era vingança. Eu queria dar o exemplo de que era possível e assim tentar, de alguma forma, abrir a mente deles para um mundo cheio de oportunidades.

Recapitulando

  1. Uma ideia é só uma ideia
  2. Se tem que mudar, mude
  3. Se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá acompanhado
  4. O desejo é maior do que tudo
  5. Uma ideia melhorada é melhor que uma ideia inovadora
  6. Sua limitações são suas motivações
  7. Ouça quem não acredita em você e use isso a seu favor

Acredite, essas regrinhas que parecem básicas me ajudaram muito e me ajudam até hoje a seguir meu caminho em busca dos meus sonhos. Eu espero que minha história, até agora, como empreendedor da minha própria vida, possa te ajudar.

Se você gostou deste episódio, mande ele pra frente compartilhando com seus amigos por email, nas redes sociais e no boca a boca também. Quando você compartilha me ajuda a levar a frente este projeto e muda o mindset de mais e mais pessoas.

Aproveite e assine o MindDrops no aplicativo de podcast do seu smartphone, caso não tenha instalado, basta baixar algum que te agrade. Você pode assinar pelo iTunes ou escutar pelo SoundCloud.

Importante: deixe também uma avaliação lá no iTunes, isso ajuda demais para que este projeto continue crescendo e comenta aqui embaixo, quais dessas regras você segue ou pretende seguir?

DÊ UM SOCO NA CARA DO MEDO, SAIA DA MESMICE E ENTRE EM AÇÃO

DÊ UM SOCO NA CARA DO MEDO, SAIA DA MESMICE E ENTRE EM AÇÃO

Neste Guia Completo e Gratuito vamos te mostrar, de forma prática, como sair da mesmice e criar uma vida produtiva, com melhores hábitos e vivendo todo seu potencial usando suas habilidades.

Um guia para ler, aprender e entrar em ação tendo resultados imediatamente!

SIM! QUERO BAIXAR DE GRAÇA